Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Dom e Esperança

Oi...

Como olhamos para a nossa existência?
Para quem acredita em Deus, a existência não é fruto do acaso, mas sim um dom.
Não só acredito nisto, como gosto de acreditar nisto.
Partindo deste princípio eu não sou dono nem do outro nem de mim, mas sim colaborador daquele que me deu a vida.
Quando olhamos para um bebe, por exemplo, perante um ser tão frágil e ao mesmo tempo complexo, questiono-me, o que fizeram os pais para que esse ser nascesse? Eu sei que a ciência explica tudo isso, mas há um mistério que vai muito para além da ciência e da compreenção inteletual.
Olhar para um ser tão pequeno, que Deus nos concede não é para o possuir, mas sim para o ajudar a crescer e tornar-se um ser feliz e melhor que os seus pais, só assim a vida têm piada.
A vida é feita de sonhos e esperanças, hoje acredito que Deus nunca nos abandona e tudo faz para nos ajudar, a nós basta confiar.
Nunca fui, nem quero ser dono de ninguém, acredito que assim serei um pessoa muito mais feliz e farei a minha mi…
Mensagens recentes

Trump

Oi...

Há pessoas que parecem saídas de um filme, Trump é uma delas.
Como nos filmes, há personagens que gostamos e outras que não gostamos. Mas todas elas têm o seu papel e objectivo.
Trump é daquelas pessoas que se gosta ou não, não há meio termo, nem parece que ele queria ser consensual.
Hoje brindou-nos com mais uma cena, desta trama, que foi o anúncio da mudança da embaixada em Israel. Como o muro entre os EUA e o México, esta medida parece ser para um futuro não imediato, no entanto não deixa de ser uma decisão complicada e polémica.
Primeiro, é o cumprir de uma promessa eleitoral, que ele fez, neste sentido, não pode espantar.
Segundo, esta como outras medidas estavam no seu "programa", gostemos ou não essa é a verdade. Diria que nós gostaríamos que ele fosse um político "normal", promete promete, mas não cumpre...
Terceiro, sempre que leio ou ouço o que este senhor diz, sinto um arrepio na espinha, mas quero acreditar que ele não é tão louco como parece e que …

Vida...

Oi...

Costumamos ouvir que a vida é demasiado curta, por isso, temos de vivê-la ao máximo e de forma intensa. Olhando para um dia, 24h, e dividindo-o de uma forma simples, 8h para dormir, 8h para trabalhar e 8h para o lazer, há que fazer uma avaliação sobre como vivemos cada um destes momentos: - Durmo bem? O descanso é uma realidade no meu dia-a-dia? Muitas vezes pensamos que o descanso é um luxo ou é para quem não faz nada, no entanto, sabemos por estudos e pela nossa própria experiência que o descanso é uma necessidade, sem esse descanso tudo o resto não funciona. Por isso, as 8h de descanso deviam de ser uma obrigação, para uma vida melhor e feliz. - Trabalho, um terço da vida é passada a trabalhar, será bem mais, mas 8h é o que está "obrigado", sou feliz no meu trabalho? Trabalho para pagar despesas? Trabalho por não saber fazer mais nada? O trabalho é um peso? O trabalho deve ser um tempo de realização pessoal, onde a minha felicidade é o objectivo primeiro e o trabal…

Preto ou Branco???

Olá...

Hoje parece que vivemos num país/mundo branco e preto, onde as possibilidades são ou és por mim ou és contra mim...
Seja na política, futebol, religião ou outra realidade qualquer... mas penso que isso é mentira, pois não ser por ti, não é forçosamente ser contra ti... é verdade que viver num mundo preto e branco, é mais fácil, para mentes pequeninas e mesquinhas, mas a realidade mostra-nos que há muitas cores e são essas cores que fazem a beleza da vida.
Ser do Sporting, não é ser contra o Porto ou o Benfica, é ser do Sporting, ponto.
Ser católico, não é ser contra os protestantes, ou contra judeus ou muçulmanos, ponto.
Ser do CDS, PSD, PS, PCP ou do Bloco não é ser contra o Bloco, PCP, PS, PSD ou CDS, ponto.
E podia continuar o resto do dia na mesma lengalenga.
Hoje parece que não podemos falar/discutir, sem nos agredirmos:(
Este é o mundo que os ditadores e os extremistas querem.
Eu posso ser contra o aborto, mas isso não quer dizer que não possa falar e ser amigo de quem é …

Equidade...

Oi...
Sexta à noite ficou marcada, não pela paupérrima prestação da Selecção de Futebol, mas pelo teleconferência do nosso Primeiro Ministro.
Infelizmente não se espantou ou surpreendeu... Era previsível que algo como aquilo que ele disse aconteceria e, infelizmente (x2), parece que eu tinha razão quando previ que 2013 iria ser pior ou muito pior que 2012.
Mas há algo que me intrigou e partilho aqui. 1- o Tribunal Constitucional num acórdão sobre o Orçamento de Estado de 2012, disse que este não era equitativo entre os funcionários públicos e privados, por serem cortados os subsídios de férias e natal; 2- o Primeiro Ministro, anunciou que em 2013, iria cortar um dos subsídios e o outro seria reposto durante os doze meses; 3- na mesma noite anunciou que o desconto para a Segurança Social passa de 11% para 18%, tanto para o público como para o privado; 4- na prática esse aumento é o mesmo que cortar um dos subsídios; 5- conclusão e na prática, ao privado é retirado um subsídio e ao públ…

Obediência...

Oi... Apesar de ainda não ser oficial, mas como já se fala em "surdina", ganhei mais uma ano no Paraíso, não que o resto seja um inferno. Mas por não haver amor como o primeiro. Há cerca de um mês que ando a meditar sobre uma palavra, não muito grande, mas muito importante, mas que algumas pessoas parecem relativizar: OBEDIÊNCIA. Segundo consegui apurar, quer esta palavrinha dizer: saber escutar. Neste caso, direi eu, saber escutar o Bispo, pois aquando da ordenação esta foi uma das promessas feitas, mas parece que para alguns há uma hierarquia de promessas, sendo esta a última, sempre aprendi que todas são igualmente importantes.  Hierarquia que se aplica à importância dos destinos "escolhidos", é interessante ver estes "jogos" da bancada (Paraíso). Por já ser tarde e estar com sono, e se calhar impertinente, vou procurar o aconchego da minha ex-futura cama... lol
Abracinhos e bjinhos...

Oportunidades...

Oi... A vida é feita de oportunidades, isto é, momentos que fazem toda a diferença entre ser mais um ou ser alguém! São esses momentos que marcam a diferença... No entanto há que saber diferenciar entre esperteza (oportunista) e inteligência (oportuno). Nestes tempos, muito tenho reflectido sobre vários acontecimentos pessoais, sociais, políticos...etc E a verdade é que depois das oportunidades e analisando-as percebo que nós somos mais espertos que inteligentes, o que nos leva à desgraça. São muitos os casos que comprovam esta reflexão...infelizmente... Quando páro e faço a avaliação do passado percebo que muitas oportunidades foram perdidas, por culpa própria e outras condicionado, mas o importante é nós aprendermos e procurarmos ser oportunos... Veremos o que o futuro nos trás... Abraços e beijos...