Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Sporting Clube de Portugal

Oi...

Ser do Sporting Clube de Portugal, é muito mais do que gostar de futebol, é acima de tudo gostar de desporto, pelo menos é assim que olho para o meu clube. Por estes dias, temos assistido a situações completamente absurdas... que têm no presidente o rosto maior de uma mentalidade hodierna, onde o eu ocupa o protagonismo do nós, onde o vergonha é substituída pela vitimização, onde a ditadura suplanta a democracia... Esta postura louca (sem aspas), pode levar, não ao fim do Sporting Clube de Portugal, mas a danos que levarão décadas a recuperar, e tudo por uma sede de poder e dinheiro... A minha postura anti-brunista é antiga, mesmo antes de ser presidente do meu clube. Lembro-me da primeira vez que se candidatou e perdeu, apareceu apoiado por um fundo russo... desde daí que tudo me cheira a esturro, as comparações a um presidente de clube de futebol que esteve preso, são evidentes... Recordar que um antigo vice-presidente seu, anda embrulhado na justiça por intimidação a árbitro…
Mensagens recentes

Redes...sem rede

Oi...

Um destes dias ao fazer zapping, detive-me na TVI, a ver a Casa dos Segredos, não vou tecer comentários sobre o programa em si, penso não ser necessário ;)  Mas houve um pensamento que me veio à mente: como as redes sociais vieram mudar tanta coisa. Explico:  1. no livro, de George Orwell, "1984" (publicado em 1949), há uma visão do futuro (1984), que hoje já foi ultrapassada, mas que é bem real, de queremos saber a vida dos outros até aos seus pormenores mais íntimos e desnecessários;  2. no primeiro dia de setembro de 1997, fomos acordados com a notícia da morte da princesa Diana, para muitos causada pelo desejo louco de saber tudo o que ela fazia, chegando ao ponto de ser perseguida.  O que têm estes dois acontecimentos com a Casa dos Segredos? Muito... Pois nem George Orwell previu que pessoas no século XXI, iriam voluntariamente para uma casa, nem a Princesa Diana hoje seria perseguida da mesma forma, pois tudo ficaria registado no Facebook ou Instangram, como ve…

Empatia

Oi...

A empatia é o primeiro passo de uma relação inter-pessoal, pois sem ela tudo é mais complicado. Quando olho para o exemplo maior, Jesus Cristo, esta é a primeira realidade que ele exprime quando está com alguém, sendo que não fica apenas pela empatia, ou melhor, a empatia não pode ficar apenas por um sentimento/sensação, precisa de uma ação, que em Jesus, é sempre a de valorizar aquele por quem há empatia, não se substitui, não anula, pelo contrário é caminho de crescimento. Nós hoje, falámos muito de empatia, de relações, mas aquilo que na verdade se trata é de interesses, não que isso não seja importante, mas numa cultura humanista, o importante é a pessoa na sua realidade, e partindo daí, fazer dessa mesma realidade uma oportunidade. Que cada um procure ser mais empático com aqueles que estão à sua volta, pois isso, faz bem a tudo e a todos.
Pensemos nisto...

Confiar

Oi...

Na vida, fazemos escolhas/opções, e naturalmente que há sequências, é a lei da vida. Há menos de um ano, fiz uma opção, das mais difíceis da minha curta existência. Como é normal, nem todos gostaram ou compreenderam, mas hoje sei que fiz o melhor, hoje sou uma pessoa feliz e com vontade de fazer melhor. Sei que ainda tenho muito para aprender e viver, mas nesta nova fase da minha vida, tenho mais tempo para aqueles que me estão próximos, algo que não tinha e que hoje percebo que me fazia falta. Hoje, tenho muitas razões para viver, acima de tudo uma Esperança para criar. Não tenho a sabedoria toda, nem a experiência, mas tenho o amor único que supera todas as lacunas que possam existir. Aproxima-se mais um momento importante na minha vida, que para muitos pode parecer menor, mas para mim é crucial, para a minha felicidade: ficar em comunhão com a Igreja. Não perdi a Fé, apesar de muitas pessoas poderem pensar isso, hoje sou um homem com uma Fé mais forte, fundada numa experiênc…

É mentira...

Oi...
Ao ler o artigo do Padre Vasco Pinto Magalhães, no Observador, sobre a eutanásia, houve uma frase que me fez pensar naquilo que aqui partilho, a frase: "Eu não recorreria a um médico que pudesse olhar para mim e pensasse “este já está a mais; não vai longe; a sua vida não é digna!”. Esta afirmação, que está relacionada com a eutanásia, podia-se aplicar ao aborto. Aquando da legalização do aborto, foi muitas vezes alertado para a possibilidade de propor o aborto como algo vulgar e recorrente. Os defensores, sempre politicamente correctos, defenderam que isso não poderia acontecer, pois esta seria sempre um último recurso e a pedido da mulher.  É mentira!!!! Não o digo por ter ouvido alguém contar, digo-o por me terem proposto essa possibilidade, sem que nós (pai e mãe da Esperança) terem mostrado qualquer dúvida sobre a vontade de querem ser pais. Foi o médico, que na primeira consulta, de forma completamente surpreendente, pelo menos para nós, nos perguntou: " a gravidez é…

Fake News

Oi...

Fake news ou notícias falsas, são termos que temos ouvido imenso nos últimos tempos, particularmente relacionados com o Presidente dos EUA.
Não sendo uma personagem que me encante, a verdade é que por causa dele este tema tem sido discutido como nunca.
A verdade é que Fake News, sempre as houve, a diferença é que hoje a forma de as divulgar tornou-se mais fácil e rápido.
Um Fake News, mais não é que um mentira ou uma meia verdade, que ganha "veracidade" com o passar do tempo e dos "likes" que obtém.
Há uma relação entre as Fake News e a preguiça, pois muitas das vezes bastava uma busca mais detalhada no Google, para saber que essa notícia é irreal.
Depois há aquelas pessoas, mais do que possamos imaginar, que são ingénuas e por isso pensam que os outros não se dariam ao trabalho de inventar uma notícia. Há ainda as Fake news, masi antigas do mundo, as más-línguas... que muitas vezes apenas são movidas pelo "sangue".

Pensemos nisto...

Sagrado

Oi...
"O dinheiro é sagrado", esta afirmação, é chocante, mas real. Não a ouvimos nem uma, nem duas, nem três vezes, são várias e de formas diferentes que a ouvimos. Uma maioria, espero que seja maioria mesmo, não gosta desta afirmação, há coisas muito mais importantes, como a saúde, a família ou outras realidades, no entanto, e se olharmos para nós, o que nos guia? Qual a razão pela qual trabalhamos? Quais as nossas preocupações? Tudo gira à volta do dinheiro, o "novo deus", por isso ele é sagrado! Quando nós olhamos para o outro pela sua utilidade ou rentabilidade, estamos a fazer o mesmo. Como mudar? A resposta a esta pergunta é complexa e complicada. É preciso alterar a nossa vida em 540 graus!!! Como comemos? Como nos vestimos? Como vivemos? Pois, sem o "deus dinheiro" é impossível, ou quase. Há felizmente alguns exemplos, mas são poucos e que nós não pretendemos imitar. Recordo S. Francisco de Assis, há mais, mas este parece-me paradigmático, no en…