Avançar para o conteúdo principal

Doença e Morte anunciadas...

Oi...

Nestes últimos dias tenho reflectido sobre algo que nós recusamos pensar muitas vezes: morte anunciada pela doença.
Ninguém sabe o dia ou a hora, mas há doenças que anunciam a morte: cancro, doenças degenerativas entre outras.
Pensava eu: a morte é certa e ninguém sabe a hora, mas a doença faz-nos viver hoje aquilo que só amanhã acontecerá. Desesperamos, sofremos, revoltamo-nos, chegando a fazer ou dizer coisas que nunca pensamos dizer ou fazer. Penso que tudo isto é normal e humano.
Mas ao mesmo tempo dei por mim a fazer esta reflexão: quantas vezes morrem pessoas sem serem anunciadas, às vezes aqueles que parecem "destinados" a partir primeiro vivem a morte dos "fortes" e "perfeitos".
Leva-me estes pensamentos a concluir: devíamos valorizar a vida, uma vez que não sabemos o dia ou a hora e ninguém tem passagem antecipada, por mais anunciada que ela seja.
Termino: vamos morrer! Se soubéssemos, o dia e a hora seriamos pessoas muito infelizes, pois não vivíamos, antes morríamos no exacto momento em que soubéssemos o dia em que deixaríamos de respirar. A morte é certa e a vida incerta.
Viver ou sobreviver?
Quero vive-la, pois isso é sinal de eternidade.

Pensemos nisto...

Abraços e beijos...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Preto ou Branco???

Olá...

Hoje parece que vivemos num país/mundo branco e preto, onde as possibilidades são ou és por mim ou és contra mim...
Seja na política, futebol, religião ou outra realidade qualquer... mas penso que isso é mentira, pois não ser por ti, não é forçosamente ser contra ti... é verdade que viver num mundo preto e branco, é mais fácil, para mentes pequeninas e mesquinhas, mas a realidade mostra-nos que há muitas cores e são essas cores que fazem a beleza da vida.
Ser do Sporting, não é ser contra o Porto ou o Benfica, é ser do Sporting, ponto.
Ser católico, não é ser contra os protestantes, ou contra judeus ou muçulmanos, ponto.
Ser do CDS, PSD, PS, PCP ou do Bloco não é ser contra o Bloco, PCP, PS, PSD ou CDS, ponto.
E podia continuar o resto do dia na mesma lengalenga.
Hoje parece que não podemos falar/discutir, sem nos agredirmos:(
Este é o mundo que os ditadores e os extremistas querem.
Eu posso ser contra o aborto, mas isso não quer dizer que não possa falar e ser amigo de quem é …

2018

Oi...

No início de mais um ano, são muitos os votos/desejos, que ouvimos, da saúde à felicidade, há um pouco de tudo.
O meu desejo para este novo ano, 2018, é CONFIAR, não por não confiar, mas por ter sido assim que vivi o ano de 2017.
Confiar, que não estou só...
Confiar, que há alguém que me guia e acompanha...
Confiar, que o amanhã sempre sempre melhor que o hoje...
Confiar, que não há problemas, mas sim desafios...
Confiar, que cada dia é uma nova oportunidade, para fazer e ser melhor...
Confiar, que apesar das minhas fragilidades, tudo é possível...
Confiar, que o amor é e será sempre vencedor...
Por isso, desejo que a confiança não seja apenas um desejo, mas um objetivo e realidade.
Quem confia jamais está sozinho.

Pensemos nisto...

Equidade...

Oi...
Sexta à noite ficou marcada, não pela paupérrima prestação da Selecção de Futebol, mas pelo teleconferência do nosso Primeiro Ministro.
Infelizmente não se espantou ou surpreendeu... Era previsível que algo como aquilo que ele disse aconteceria e, infelizmente (x2), parece que eu tinha razão quando previ que 2013 iria ser pior ou muito pior que 2012.
Mas há algo que me intrigou e partilho aqui. 1- o Tribunal Constitucional num acórdão sobre o Orçamento de Estado de 2012, disse que este não era equitativo entre os funcionários públicos e privados, por serem cortados os subsídios de férias e natal; 2- o Primeiro Ministro, anunciou que em 2013, iria cortar um dos subsídios e o outro seria reposto durante os doze meses; 3- na mesma noite anunciou que o desconto para a Segurança Social passa de 11% para 18%, tanto para o público como para o privado; 4- na prática esse aumento é o mesmo que cortar um dos subsídios; 5- conclusão e na prática, ao privado é retirado um subsídio e ao públ…